Páginas

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Carta redigida pelo Bruno e digitada para melhor entendimento


7 comentários:

  1. QUARESMA LEVA O JORNALISTA CLEVES NOS PROGAMA DE REDE NACIONAL: ANA MARIA BRAGA TEM UM QUADRO QUE CHAMA;CONTE SUA HISTÓRIA JÁ MADEI ESSA IDEIA PARA ELA CHAMAR ELE E ESTOU ENTRANDO E VARIOS SITES..HOJE EM DIA,FANTASTICO,DOMINGO ESPETACULAR,RATNHO,TEM QUE MOSTRAR O LADO DISCARADO DE EDSON..POIS ELE TA USANDO O TAL CARTEIRO PRA LEVAR AS CONVERSAS DAS TESTEMUNHAS DO INQUERITO..COMO E LENDO NOS PROGAMAS..MOSTRA QUE ELE PLANTA PROVAS PLANTA TESTEMUNHAS..E TUDO MAIS..

    ResponderExcluir
  2. Ércio Quaresma diz que outro advogado tentou defender Bruno
    José Arteiro Lima disse ter levado para Bruno carta sobre Flamengo.
    Goleiro teria escrito carta à OAB, que foi publicada no blog de Quaresma.

    Alex Araújo
    Do G1 MG

    imprimir O advogado Ércio Quaresma, que defende Bruno Fernandes no processo em que o goleiro é réu, publicou em seu blog, nesta terça-feira (17), uma carta que supostamente teria sido escrita pelo jogador, denunciando a visita de um outro defensor à Penitenciária Nelson Hungria, onde está preso. Quaresma disse ao G1, nesta quarta-feira (18), que a visita do advogado José Arteiro Cavalcante Lima seria uma tentativa de articular uma manobra para mudar a defesa do goleiro.


    Carta de Bruno (Foto: Divulgação)O advogado criminalista José Arteiro Lima desmentiu a informação dada pelo colega de profissão. Arteiro disse à reportagem do G1 que realmente procurou o jogador no dia 13 de julho no Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, para entregar uma carta que tratava sobre problemas que deveriam ser resolvidos no Flamengo. “Fiz o que o meu cliente (Roberto Tibúrcio) pediu. Nunca tive intenção de defender o Bruno. Só entreguei a carta e o Bruno enviou uma resposta”, explicou.

    Roberto Tibúrcio confirmou a versão contada por Arteiro e disse que é amigo de Bruno há aproximadamente oito anos, desde a época em que ele era goleiro do Venda Nova, em Belo Horizonte.

    saiba mais

    Materiais recolhidos na casa de Bola são levados a laboratório de MaceióDefesa do goleiro Bruno aciona perito para análise extraCronologia do caso Eliza SamudioQuestionado sobre a resposta que Bruno teria enviado de volta a Tibúrcio, Lima disse ainda não a leu. Com relação à acusação de que Lima teria ligações pessoais com o chefe do Departamento de Investigações de Minas Gerais (DI), Edson Moreira, o advogado falou que nunca foi amigo do delegado. “Não tenho nada para tratar com o Moreira fora do DI”.

    José Arteiro Lima falou também que não vai rebater as acusações de Ércio Quaresma. “Sou advogado criminalista há 35 anos. Não ofereci os meus serviços ao Bruno.”, disse.

    O presidente da Comissão de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil em Minas Gerais (OAB-MG), Ronaldo Armond, disse, nesta quarta-feira (18) que, por enquanto, não teve conhecimento do assunto. Por essa razão, não poderia comentar sobre o caso, por falta de elementos.

    Mas adiantou que, havendo indícios de alguma irregularidade por parte do advogado Ércio Quaresma, o órgão vai tomar providências e abrir processo ético-disciplinar para apurar os fatos.

    Caso isso aconteça, só ao final do procedimento é que se pode falar sobre o caso. Contudo, Armond disse que existem três tipos de penas previstas no Código de Ética e Disciplina e no Estatuto da OAB-MG.

    “A primeira é a pena de censura em que o advogado recebe uma carta como advertência. A segunda, a suspensão do direito de exercício profissional que pode ser de 30 dias a um ano. Por último, a exclusão do advogado dos quadros da OAB”, enumerou

    ResponderExcluir
  3. http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2010/08/ercio-quaresma-diz-que-outro-advogado-tentou-defender-bruno.html


    O que nao entendo, que o Bruno é vitima do Carteiro, e nesta historia, quem esta saindo de vitima é o carteiro.

    A OAB fala em ate te punir Quaresma.
    Que absurdo!

    Eu ja o avisei para não dá ibope para o Carteiro, dissimulado.

    E vc ja passou da hora de convidar um colega, de nome nacional, serio, para ajuda-lo.

    Se fosse um Marcio Tomas bastos fazendo esta denuncia, teria acabado com o Carteiro.

    ResponderExcluir
  4. Lamento pela essa moça Eliza se a mesma estive realmente morta(oque ate hj nao foi comprovado)mas de coraçao desejo que Bruno seja inocente,Moro na Alemanha e acompanho esse caso.ora ser sincera nem sabia da existencia de Bruno,vim saber quem era o goleiro do Famoso Flamengo.depois disso tudo.Mas espero mesmo que ele seja inocente,so lamento que muita gente julgar uma pessoa sem saber realmente oque aconteceu."näo julgues para näo seres julgados" Vamos aguardar gente primeiro se ele é ou nao culpado.E ao seu Advogado Força e boa sorte que Deus possa lhe iluminar.

    ResponderExcluir
  5. Afora a canalhice, falta de ética, etc., um outro ponto me chama a atenção, não só neste, como em outros episódios deste processo.
    Acho muito plausível que o Sr. Edson Moreira teve alguma coisa a ver com essa visita do Carteiro. Dito isto,o que me impressiona nesse caso é o "investimento" que a polícia tem feito em possíveis delações ou denúncias, como se tivesse mais preocupada com versões do que com fatos. Atentem para a data dessa visita: 13 de julho, poucos dias após os dois "fatídicos" depoimentos que pintavam um "circo de horrores" na casa do Bola. Ora, se a polícia acreditava realmente naquilo, deveria naquele momento nutrir grandes esperanças na colheita de provas técnicas, estas sim, irrefutáveis.
    Ou mesmo poderia contar a polícia com uma confissão do Macarrão, a qualquer momento, em face das enormes "evidências" trazidas pelos depoimentos. No entanto, preferiu-se essa arriscada "manobra" com o Sr. Arteiro. Muito estranho isso tudo.
    De resto, todo este affair, desde o ano passado, é feito praticamente só de denúncias, depoimentos, delações...disse-que-disse. Eliza se queixou com amigas (de preferência por e-mail), Eliza foi à delegacia da mulher, Eliza disse que lhe deram bebida abortiva. Depois vem o "tio" do menor e disse que o menor lhe disse que estava tendo sonhos com a Eliza morta...E vai por aí afora.

    ResponderExcluir
  6. licinia albuquerque18 de agosto de 2010 21:10

    Não sei se Bruno é inocente.Por intuição e por tudo como foi feito no inquérito policial, acredito que sim.Ao menos, muitas perguntas ficaram sem respostas e muitas respostas não se encaixaram nas perguntas.Mas, me desculpe Dr. Quaresma, vou ser sincera. Acho que o que menos interessa agora é esse diz-que-me-disse de advogados ou até mesmo expôr vida pregressa de Delegado ou outros mais. O mais importante, no momento, é concentrar-se na defesa de seus clientes. Se eles realmente são inocentes, falo mais especificamente de Bruno, há que se ter seriedade e concentração para elaborar a defesa. A situação não é tão simples quanto possa parecer. Um bom advogado criminalista(como acredito que o Senhor seja) deve saber disso.Por um lado,há uma moça que, em resumo, era pouco confiável dando a transparecer uma fixação em manter-se ao lado de alguém que podia lhe trazer ascenção social e financeira.De outro lado, houve falha na máquina Judiciária quando tratou o processo que ela iniciou(Maria da Penha) de modo corriqueiro e leviano.Isso, somado ao sumiço da moça, contribuiu a que a polícia, na ânsia(foi um tempo muito curto)de mostrar à população uma solução, concluísse um inquérito cheio de falhas. Mas, há que se prestar atenção. Essas falhas podem, inclusive, serem usadas contra os acusados. De qualquer forma, se Bruno for inocente que lhe seja dispensado um trabalho de defesa sério e eficaz. Se não for inocente, que Deus o perdoe e ajude.

    ResponderExcluir
  7. Sr Quaresma,quem o sr deseja enganar????Parece que o sr é que esta querendo plantar provas contra o delegado Edson Moreira. Ve se foca em uma boa defesa e tenta diminuir a pena dos acusados,pois com certeza eles não vão ficar livres,fizeram e vão ter que pagar.

    ResponderExcluir